Usuarios da semana...

domingo, 5 de junho de 2011

Uma tulipa branca...

Acabei de ver o episódio 18 da segunda temporada de Fringe e eis que me deparo com um final de episodio que me deixou num clima de 'deja vú'... na realidade é basicamente o assunto do episódio...
Mas, é o que acontece no final que me deixou essa sensação. 
a tulipa branca
É quando o personagem do cientista pancada 'Walter' conta ao professor que passou a acreditar em Deus depois de um fato importate, um erro dele, lá da trama da história - não vou aqui desfiar parte da temporada rsrs - no caso era um exemplo que ele estava dando sobre as consequencias do que o professor queria fazer, ele comenta que havia pedido  a Deus um sinal de que foi perdoado: uma tulipa branca.
O professor diz: nessa época do ano não florecem tulipas brancas em lugar nenhum do mundo... e Walter responde: para ele tudo é possivel...
O cara que escuta  o tal pedido escreve uma carta para ser entregue a Walter em uma data específica. 
Tudo acontece como previsto... a carta chega exatamente no dia em que o episódio começa... 
E o que eu não esperava foi que quando ele 'Walter' abre o envelope e nele apenas um desenho muito simples. 
E lá está a tulipa branca.
Qual é a moral da história?
O professor se achava Deus??
Ou foi a forma que Deus achou para responder a Walter?

Gosto de tulipas brancas e rosas também!!